Dévil Évil - Barulho e minimalismo


Formada em 2011 a Dévil Évil é uma das bandas mais legais e originais que surgiram em Porto Alegre nos últimos tempos. Formada por Luíz Bruno na guitarra e vocal, Cadu Peixoto no baixo e Gabriella Tachini na bateria, a banda manda um som inspirado na no wave do final dos anos 70, totalmente barulhento e minimalista. O minimalismo também toma conta nas letras, que geralmente tem apenas uma ou duas frases que são repetidas várias vezes, quase como um mantra. A banda já lançou dois discos, "Sorte" e recentemente "O futuro tá rolando" (cujo o link pra vocês ouvirem eu trago pra vocês nessa postagem de hoje), conquistou um público no cenário alternativo de POA e já tem arrancado vários elogios, inclusive a Liege (baterista da Hangovers/Medialunas, baixista da Loomer) fez uma resenha falando super bem dos caras na coluna Remix da ZH.

Embora no estúdio a banda seja boa, é ao vivo que o bicho pega. Já vi a banda duas vezes (numa delas inclusive dividi o palco com eles, com minha banda de hardcore Viruskorrosivus, inclusive neste show que conheci a banda) e é algo fora do comum, o cara às vezes chega a entrar em algum tipo de transe epifânico, quando menos percebe tá cantando junto as músicas e tendo convulsões. Se você é de POA ou região fique ligado na agenda dos caras (pelo facebrooklyn), e cole nos shows, realmente vale a pena.

Sem mais enrolações, Dévil Évil é uma banda que você tem que ouvir pra sacar e entender a viagem dos caras, então pare de perder seu tempo lendo essa merda e escute já!

Leave a Reply