Asocial - Como o hardcore poderia ser ainda pior...


Vindos da Suécia (só podia), o Asocial poderia ser somente mais uma das muitas bandas (fodidas) de hardcore ou crust daquele país. Porém o que acontece é que a banda meio que antecipou o que viria a ser chamado de grindcore em pelo menos cinco anos (se formos considerar o "Scum" do Napalm Death como o marco zero do estilo). A banda foi formada em 1980, em Hedemora, interior da Suécia, e talvez o frio e o tédio extremo de morar numa cidade pequena do interior com pouco menos de 7.000 habitantes os ajudou a fazer isso aqui em 1982, quando o Napalm Death dava seus primeiros passos e fazia um som bem mais puxado para o anarchopunk de bandas como o Crass...



Simplesmente não há explicação para esse tipo de som em 1982. É o hardcore levado ao seu extremo, da forma mais frenética possível. Creio que esse é o primeiro registro de grindcore da história. Ao menos não sei de algo tão brutal ou frenético que possa ser encaixado em tal gênero que possa ter vindo antes disso.

A banda aparentemente teve seu fim em 1992, e nunca chegou a lançar um full lenght, embora tenha deixado algumas demos, EPs, participações em coletâneas e um legado bem obscuro, porém surpreendente, por parte dos primeiros anos de atividade (de 1980 até 1983), já que à partir de 1984 a banda optou por uma sonoridade mais voltada para o tradicional crust que já se fazia (e muito bem) naquele país, na melhor pegada Anti-Cimex e Mob 47.



O Asocial é uma banda bastante (bastante mesmo) obscura e por isso as informações são bem escassas. Mas vale a pena conferir o impressionante legado dessa banda. Deixo aqui o download da incrível e inacreditável demo de 1982 "How Hardcore Could Be Any Worse?" e o EP de 1986 "Religion Sucks", já com uma sonoridade mais crust. Uma banda à frente de seu tempo e que talvez tenha até sido incompreendida e por isso injustiçada.

One thought on “Asocial - Como o hardcore poderia ser ainda pior...”

  1. Banda foda demais e à frente de seu tempo. Dizem que esta Demo de 82 tem uns dos primeiros blast beats registrados. Inclusive, essa demo foi relançada em EP 7" e ainda pode se conseguir esse clássico do hardcore violento.

Leave a Reply